como um discordiano assumido e real se deve comportar(?…)

divino adultério

a ideia era um bom post sobre moralidade.
o que é e não é moral?…
como um discordiano assumido e real (não confundir real com monárquico) se deve comportar?
então…
comecemos por uma nota: temos um problema real com a palavra “deverá”, porque as pessoas geralmente usam gostaria. mas – após pesquisas várias – concluímos não haver o termo ad jure discordiano “deveria”, mas um monte de outros termos…
pois.
no que respeita às questões que se prendem com a moralidade – nada está em causa, de facto. tudo em aberto, portanto.
um dos nossos pensadores coloca (e muito bem) a questão: “a nossa deusa não proíbe nada, todavia na nossa congregação ninguém gosta de idiotas.”
daí se infere que a crueldade não poderá ser vista como muito positiva. uma vez que ninguém se deve desviar do seu caminho para interferir com um cidadão que está envolvido…

Ver o post original 370 mais palavras

Anúncios

Sobre timoteopinto

Todos Somos Timóteo Pinto
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s